Consórcio ou Financiamento Imobiliário? Vantagens e Desvantagens

Embora seja a melhor opção, comprar um imóvel à vista nem sempre é possível. Na maioria dos casos, é preciso analisar outras opções para adquirir uma propriedade. É aí que surge a dúvida: consórcio ou financiamento Imobiliário? Qual dos dois sistemas atende melhor a determinada situação?

Para decidir, é preciso medir os prós e contras de cada opção, fazer projeções e conversar com especialistas no mercado imobiliário. Veja neste post as principais vantagens e desvantagens de cada modelo e saiba o que considerar na hora de escolher entre o consórcio ou financiamento imobiliário.

O que é o Consórcio Imobiliário?

Inicialmente, o consórcio foi criado para ser um meio de financiar a compra de carros. Porém, com o tempo, este modelo de aquisição de bens se estendeu para o segmento de imóveis.

O consórcio funciona da seguinte maneira: são formados grupos de pessoas com interesse comum de compra. Juntos, se cotizam e formam um caixa único relacionado a um tipo de bem material. Este caixa único serve para consolidar a aquisição do bem material, de acordo com determinada frequência de tempo.

Existem dois tipos de sistemas adotados pelos consórcios, a fim de determinar quem terá direito à carta de crédito nesses períodos em que ocorre a aquisição do bem:

  • Sorteio: a carta de crédito é dada ao vencedor do sorteio.
  • Leilões: os integrantes do consórcio podem dar lances equivalentes ao adiantamento de um determinado número de parcelas. Neste caso, vence quem der o maior lance.

Caso o integrante não seja sorteado ou faça um leilão durante o período do consórcio imobiliário, a contemplação do valor investido será feita apenas no encerramento do grupo, no fim do consórcio.

Agora que você já sabe os fundamentos de um consórcio, entenda suas vantagens e desvantagens.

Vantagens

A principal vantagem do consórcio imobiliário é a não cobrança de juros sobre o valor do crédito pretendido. No lugar dos juros, você tem apenas os custos relacionados à taxa de administração, fundo de reserva e correção das parcelas pelo INCC. Assim, as mensalidades ficam bem menores se comparadas ao financiamento de imóvel.

Outras vantagens são:

  • Nível menos elevado de burocracias: no consórcio de imóveis, a análise de crédito geralmente é mais flexível. Isso facilita a adesão à modalidade, principalmente àqueles que não têm como comprovar renda fixa;
  • Possibilidade de ser contemplado: como você já viu, existe no consórcio a possibilidade de contemplação do imóvel por sorteio ou lance.

Desvantagens

O consórcio imobiliário é indicado para quem deseja comprar sua casa própria, mas não tem pressa de fechar o negócio. Assim, a modalidade serve como uma reserva forçada. Pois, você se disciplina a sempre depositar a parcela destinada à compra do imóvel, realizando uma compra planejada.

Desta forma, a principal desvantagem do consórcio imobiliário é a disponibilidade não imediata da propriedade. A incerteza do sorteio ou impossibilidade de participar de lotes pode gerar ansiedades.

Outras desvantagens são:

  • Poupança forçada: o consórcio se torna mais uma conta para pagar. É como uma poupança, mas que você é obrigada a pagar. Por isso, se você não tem certeza de poder arcar com todas as mensalidades, é melhor não optar por esta opção.
  • A contemplação pode levar anos: como você viu, se não for sorteado ou der o maior lance, só será contemplado no encerramento do grupo. Isso pode levar todo o período de pagamento, por exemplo, 15 anos.

O que é Financiamento Imobiliário?

Financiamento de imóveis é uma linha de crédito oferecida por empresas financeiras com a finalidade de aquisição de um imóvel. Essa aquisição pode ser de um imóvel novo ou usado, residencial ou comercial. Pode também ser para término de construção ou reforma. Ou, ainda, compra de lotes residenciais.

Uma dos mais populares é o financiamento da Caixa Econômica. Essa instituição bancária oferece diversas modalidades de financiamentos. No site da Caixa você tem acesso fácil ao simulador de financiamento, que ajuda na análise do processo. Outro banco conhecido para financiamentos é o Banco do Brasil.

O financiamento imobiliário funciona da seguinte forma: o banco à frente do empréstimo realiza o pagamento ao vendedor do imóvel, mediante um processo de avaliação tanto do imóvel quanto do comprador e do próprio vendedor. Em seguida, o comprador paga as parcelas do investimento ao banco financiador, até quitar a dívida.

Vantagens

A principal vantagem do financiamento é a aquisição imediata do imóvel. Após a realização de todos os trâmites junto ao banco, você já pode se mudar para a casa ou apartamento novo.

Outras vantagens:

  • Possibilidade de abater a dívida antes do prazo máximo do contrato: caso surja a possibilidade, você pode efetuar o restante do pagamento ao banco antes do prazo final para o abatimento da dívida. Então, o imóvel se torna completamente seu;
  • Possibilidade de utilizar o FGTS: desde que se cumpra certos requisitos legais, o governo federal permite a retirada do FGTS (Fundo de Garantia por tempo de Serviço) para comprar seu imóvel. Assim, o FGTS pode ser usado como entrada, reduzindo os valores das parcelas a pagar.

Desvantagens

Um dos maiores problemas com o financiamento imobiliário é não fazer uma reserva financeira para efetuar o pagamento das parcelas devidamente. Isso pode acarretar na tomada da propriedade via leilão.

O prazo para um imóvel financiado ir a leilão pode variar de contrato para contrato. Mas é fundamental se atentar às consequências de atrasos. No caso, o comprador acaba perdendo o imóvel e tudo o que pagou até perder a propriedade.

Outras desvantagens:

  • Processo burocrático: a documentação para solicitar o financiamento não é simples, nem tão pouco ágil. É preciso conhecer termos técnicos do mercado imobiliário, além de questões legais, para não acabar cometendo equívocos;
  • Juros, taxas e seguros: como todo empréstimo, é preciso pagar os juros aplicados sobre o valor financiamento. Além deles, há também seguros e outras taxas. Somando tudo, o comprador acaba pagando bem mais do que o valor inicial da propriedade.

Consórcio ou Financiamento Imobiliário? Qual a melhor opção?

Como você aprendeu neste post, os dois tipos de modalidades têm suas características. Sendo que cada uma de suas particularidades levam a vantagens e desvantagens.

O que você deve ter em mente na hora de escolher entre consórcio ou financiamento imobiliário é qual a sua necessidade de fechamento do negócio. Se for imediata e não houver riscos relacionados à sua renda, o financiamento imobiliário é melhor. Por outro lado, se você não pensa em adquirir um imóvel agora, mas pensa em uma compra planejada, o consórcio imobiliário pode ser a melhor opção — desde que você também mantenha a disciplina de efetuar o pagamento das mensalidades.

Contudo, o ideal é sempre contar com o apoio e aconselhamento de profissionais especializados no assunto. Neste sentido, pode falar conosco para dispor de serviços de um bom corretor de imóveis credenciado pelo CRECI.

Assim, analisando essas vantagens e desvantagens, comparando a sua realidade e tomando essas prevenções, você pode escolher a melhor opção para comprar seu imóvel. Se tiver alguma pergunta ou procura por um especialista em imóveis localizado no Eusébio, escreva um comentário ou entre em contato conosco. Podemos apresentar a solução ideal para você! 😉

Deixe um comentário